Buscar

Diga sim aos suplementos

Atualizado: Fev 10

Desde muito cedo que o ser humano procurou aliviar a dor, curar doenças e melhorar os seus níveis de energia.


Para tal, foi encontrando na natureza, através das plantas, minerais e partes de animais, as substâncias de que precisava.


O que são Suplementos Alimentares?


Hoje em dia, muito se evoluiu e estas substâncias são designadas suplementos alimentares. Englobam o uso de vitaminas, minerais, ácidos gordos essenciais e outras que auxiliam na prevenção e tratamento de doenças.


Os suplementos alimentares constituem uma fonte concentrada de nutrientes ou compostos bioativos presentes nos alimentos (e não são medicamentos). São comercializados nas formas farmacêuticas mais diversas (cápsulas, micro-grânulos, pérolas, comprimidos, extratos, tinturas, xarope, etc.) e atuam em vias metabólicas específicas, promovendo o processo de cura, não suprimindo os sintomas.


São produtos que complementam/suplementam o regime alimentar normal não devendo ser utilizados como substitutos de um regime alimentar variado.

Em que situações é aconselhável tomar suplementos alimentares?

É recomendada a toma de suplementação nutricional quando:

  • Existem alterações bioquímicas e a suplementação é determinante para a cura do paciente em termos nutricionais;

  • Existem sinais e sintomas físicos dessa deficiência;

  • A excreção é excessiva com a toma de determinados medicamentos;

  • Existem interações entre o nutriente e os medicamentos e estes servem como veículo para uma melhoria nutricional do paciente;

  • A dose exigida de determinado nutriente, para ser viável, não pode ser alcançada através dos alimentos;

  • A absorção dos nutrientes é deficiente ou está comprometida por problemas gastrointestinais, doenças crónicas ou degenerativas;

  • Há presença de anti-nutrientes na dieta e estilo de vida;

  • Os alimentos consumidos têm uma baixa qualidade, algo comum hoje em dia devido aos fertilizantes sintéticos, pesticidas, processamento, etc. (Ao optar por alimentos biológicos e não processados minimiza, e muito, este critério.)


Que tipos de suplementos se utilizam numa consulta de Naturopatia?

A variedade de suplementos recomendados é ampla. Vitaminas, minerais, probióticos, ácidos gordos essenciais, enzimas, fosfolípidos, plantas ou extratos de plantas, antioxidantes são os mais comuns.


Existem efeitos adversos do uso de suplementação?

Os efeitos adversos do uso de suplementação podem resultar do seu uso inadequado, interações com a toma de medicamentos, adulteração do produto, contaminação das preparações por metais pesados (ex: ómega 3), pesticidas, micro-organismos, ou condições médicas preexistentes com as quais os suplementos não sejam compatíveis.


Por isso, é fundamental que tenha o acompanhamento de um especialista quando recorre à suplementação.


Que cuidados devo ter ao comprar um suplemento?

Quando escolhemos um suplemento devemos ter atenção diversos parâmetros de qualidade, nomeadamente as certificações que possuem e que devem garantir:

  • o grau de pureza e concentração do composto

  • a sua biodisponibilidade (tipo de formulação que nos pode levar a uma maior ou menor absorção do composto)

  • os aditivos que compõem as formulações, como corantes (ex: tartrazina), excipientes alérgenos - glúten e lactose-, e que podem estar associados a reações adversas.


Os suplementos não são controlados como os medicamentos e, por isso, há muitas opções que efetivamente não interessam ou podem mesmo chegar a comprometer a sua saúde.


É claro que boa matéria-prima, produzida segundo boas práticas de fabrico, é mais cara. Felizmente, os consumidores estão cada vez mais informados e exigentes e existem alguns laboratórios que nos garantem esse controlo. São esses que devemos escolher.


Recomendo e utilizo sempre suplementos certificados que me deem essas garantias de qualidade, porque a qualidade, dosagem e biodisponibilidade do suplemento determinam a sua eficácia e a segurança de quem os toma.


Só assim posso garantir que a toma de suplementação pode trazer ao paciente importantes efeitos benéficos. Caso contrário, poderá ter algum benefício (dependendo do suplemento), não ter nenhum, ou ter até efeitos adversos.


Por isso, se quiser tomar algum suplemento, peço-lhe que se informem corretamente e procure um profissional qualificado que o possa conduzir neste processo de escolha e toma de suplementação.


50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo